0144.Xetá
(1999-2005)

Instalação.

Dois canais de vídeo, monitor de televisão, serragem, baús, projeção.


Exposta em Tyler School of Art, Filadélfia, Pensilvânia, EUA.

"Quando eu era uma crianças,
eu costumava passar minhas férias no Paraná. Daquele época, eu lembro das altas Araucárias e das histórias sobre os Xetá, uma tribo indígena que habitava a região da Serra dos Dourados, onde meu pai tinha plantações de café. No fim de 1950 eles eram identificados e classificados pela comunidade científica como um grupo que ainda vivia na idade das pedras. A invasão das suas terras aconteceu em parte pela expansão das fazendas de café e pelo incentivo governamental de expansão do agronegócio. Hoje, 50 anos depois, Xetá é uma tribo extinta. Soube que talvez uma mulher ainda sobreviva hoje num hospital psiquiátrico. Na instalação, o vídeo é projetado numa parede curva, invoca a presença dessa mulher. A imagem digital sugere seu labirinto mental enquanto entro no meu computador procurando por camadas de nossa solidão".

 

Josely Carvalho

Esta obra é citada no seguinte texto: