Nidus Vitreo
(2011)

Instalação interativa site-specific; 1000 galhos moldados em resina de vidro, projeção de vídeo e seixa canais de som manipulados em algoritmo por computador, filme espelhado,  seis cheiros originais produzidos em colaboração com a Givaudan do Brasil: Mar Aberto, Terra Molhada e Sol Quente.

Nessa instalação os 1000 galhos
de resina foram  dispostos como um ninho abandonado. Cheiro de Ninho exalava da escultura. Eram projetadas memórias olfativas que haviam sido coletadas anteriormente do público por meio
do blog da artista.

Na sala anexo foram expostas fotografias da série Bednests e o vídeo Ich Kann.

Apresentada no Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, Brasil. 

 

Foto: Luciano Mattos Bogado

Nidus Vitreo é uma pesquisa sobre a
construção do ninho fragilizado e se desenvolve nas seguintes instalações : 

Architectando (2008), Architectando:
Ninho de Elias (2009)
Passagens (2012) 
- que também compõem a série Diário de Cheiros..