Dia Mater I 
(1993)

Instalação.
Serigrafia, papel, acrílico, caixa de luz, tapete de reza, som.
Exposta em Art  in General,
Nova York, EUA.

Foto: Sarah Wells

Dia Mater consiste em uma instalação de caixas de luz em forma de mihrabs ( janelas / altares muculmanos), que retrata através de serigrafia uma conjunção de eventos  violentos: a invasão dos Estados Unidos no Iraque em 1991, os conflitos na Palestina e Iugoslávia. A artista contextualiza a violência dessas guerras com a história da deusa Tiamat, personagem do épico babilônico Enuma Elish (que descreve a criação do mundo através dessa figura matriarcal, que acaba sendo brutalmente assassinada pelo seu tataraneto Marduk, culminando no início do patriarcado).  Ao instalar a obra nesse formato de altares/janelas de luz, a artista convida o espectador a presenciar as imagens de violência contra mulheres, crianças e soldados, que nunca foram televisionadas. 

Dia Mater I  faz parte da série Tempos
de Luto (It's Still Time to Mourn que é composta pela instalação:
Dia Mater II exposta no Museu de Arte
de São Paulo (MASP), (1993).

 e pelo livro de artista:
Tempos de Luto (1992)

Esta obra/série é citada no seguinte texto: