URU-KU:
as disciplinas esquecidas
(2011)

Instalação.

750 galhos com urucum, cheiro de urucum e projeção do vídeo Ich Kann.

 

Uruku: as disciplinas esquecidas é o nome da exposição e da principal instalação criada por Josely Carvalho em sua residência artística em Viana, Espírito Santo, onde a artista teve grande vivência e troca cultural com a comunidade quilombola, com jovens de um projeto residencial e os residentes da cidade. A instalação consiste em 750 galhos de árvores secas encontradas na região, que foram cobertos de urucum para a exposição, como forma de resgate da cultural indígena local. 
 

Exposta na Galeria de Arte Casarão, Viana, Espírito Santo, Brasil.

Foto: Tom Boechat

URU-KU: as disciplinas esquecidas é resultado da residência artística
"Mas que arte cabe numa cidade?"
realizada pela artista na cidade de Viana, Espírito Santo, Brasil. As instalações
 
Vidros de Cheiro e Livros dos Cheiros também compuseram essa exposição.

Vidros de Cheiro
(2011)

Instalação. 
Frascos de perfume, projeção do video Diário de Campo e gaveta de arquivo.


Durante sua residência a artista disponibilizou 300 frascos vazíos de perfume aos moradores da cidade de Viana com a proposta deles colocarem nos frascos uma representação visual de uma memória olfativa.

Exposta na Galeria de Arte Casarão, Viana, Espirito Santo, Brasil.

Foto: Tom Boechat

Livro dos Cheiros
(2011)

Instalação.
18 fotografias inkjet da série
Livro dos Cheiros, livro/ objeto Livro dos Cheiros, ervas aromáticas e medicinais, gaveteiro arquivo.

Livro dos cheiros consiste em um registro fotográfico das ervas utilizadas por gerações pelas mulheres da comunidade quilombola para fins medicinais e temperos, que foram apresentadas à artista durante sua pesquisa de campo com a comunidade. Carvalho recolheu as ervas, as registrou e secou em seu diario para depois as transformarem nessa instalação.


Exposta na Galeria de Arte Casarão, Viana, Espírito Santo.

Foto: Tom Boechat