Estilhaços
(2015)

Estilhaços/Shards é um trabalho em andamento baseado na coleção de taças de vidro quebradas da artista.
É organizado em um livro de artista olfativo e instalações site-specific.

 

Estilhaços, era vidro e se quebrou é um livro/objeto olfativo que combina trabalho artesanal e nanotecnologia. 
Os cheiros inseridos neste livro tem sua origem em textos criados a partir da memória de uma fragrância esquecida em cacos de taças de vinho. Escritores foram convidados a criar textos baseados nos momentos onde as taças se estilhaçam. Os cheiros criados pela artista com o apoio da Givaudan do Brasil são: Afeto, Ausência, Vazio, Persistência, Ilusão, Prazer e Vidro. 
A capa do livro/objeto exala a fragrância Vidro, desenvolvida por Nadège Le Garlantezec, perfumista  da  Givaudan de Paris. Esta essência está aprisionada em moléculas voláteis nas fibras do papel artesanal produzido com bituca de cigarro por Thérèse Hoffman Gatti, Universidade de Brasilia. A inserção das nano cápsulas 
propiciam a conservação do cheiro dispersado lentamente através do toque. Estilhaços/Shards contém sete fotografias apresentando uma parte da coleção da artista de taças quebradas transmutadas em paisagens fantasiosas.

 

Estlhaços, era vidro e se quebrou, 2015, livro/objeto olfativo: papel artesanal, nanocápsulas de fragrância, seis cheiros originais em frascos de 5ml,
22 x 20 x 4 cm. Edição: 100 caixas numeradas e assinadas.

Estilhaços,
instalação (2016)

Instalação site-specific.
Livro de artista, taças quebradas de vinho, seis cheiros, seis tartarugas de cerâmica como contêineres de cheiro e texto.

Instalação apresentada no Center for Book Arts, New York.
 

Foto: JoeUpham

Estilhaços,
instalação (2016)

Instalação site-specific.
Livro de artista, cacos de vidro, taças de vinho, seis cheiros, texto.

Instalação apresentada na Casa da America Latina, Universidade de Brasilia, 2016

Foto: Angela Babour