Estilhaços/ Shards
(2016)

Estilhaços, Era vidro e se quebrou
Livro de artista. Papel artesanal produzido com bitucas de cigarro, nanocápsulas.
Seis cheiros em frascos de 5ml numerados e intitulados. 
22cm x 20cm x 4cm.

Edição de 100 assinados e numerados

Shards/Estilhaços é um trabalho
em andamento baseado na coleção de taças de vinho quebradas da artista. Está organizado em um livro de artista olfativo e instalações site-specific.

 

Shards/Estilhaços, era vidro e se quebrou é um livro de artista olfativo que une trabalho artesanal e nanotecnologia.  Os cheiros nesse livro tiveram sua origem em textos escritos por seis escritores a partir da memória de um cheiro esquecido deixado na taça de vinho quando se quebrou.
Os cheiros são criação da artista em parceira com a Givaudan do Brasil e são:  Afeto, Ausência, Ilusão, Prazer, Vazio e Persistência.
A capa do livro exala a fragrância Vidro, desenvolvida por  Nadège Le Garlantezec, perfumista da Givaudan Paris. Foi fixada em moléculas voláteis nas fibras do papel artesanal, produzido na Universidade de Brasília, para preservar o aroma e assegurar que emane lentamente ao toque.
O livro contém sete fotografias que representam a coleção de taças quebradas da artista transmutadas para cenários fantasiosos
.

Fotos (livro de artista): Pat Kilgore

Estilhaços, instalação
(2016)

Instalação site-specific.
Livro de artista, cacos de vidro,
taças de vinho, seis cheiros,
projeção de vidro. 

Instalação apresentada na Casa da America Latina, Universidade de Brasilia, 2016.

Fotos: Angela Babour

Estilhaços, instalação
(2016)

Instalação site-specific.
Livro de artista, taças quebradas
de vinho, seis cheiros, seis tartarugas de cerâmica como contêineres
de cheiro e texto.

Instalação apresentada no Center for Book Arts, New York, 2016.

Fotos: Joe Upham